Blog

Blog

Precisamos prestar atenção aos nossos atos

Acho que já contei pra vocês sobre o pavor da primavera para protetores. Sim, tudo está florido e a natureza explode em beleza e vida.

Apesar disso, em zonas urbanas a incidência de nascimento de cães e gatos aumenta muito nessa época. Mas, não é só isso, em zonas rurais os animais silvestres também entram em processo de reprodução.

E, quando ocupamos áreas de matas e florestas não imaginamos o dano que causamos à fauna dessas regiões. Exigimos asfalta, energia elétrica, água, loteamos e desmatamos de acordo com nosso desejo. Com isso, os animais vão sendo encurralados pelo desenvolvimento e perdem, cada vez mais, seus habitats.

As queimadas, muitas vezes provocadas para “limpar” a área, acabam afugentando mais ainda esses animais que, com seu habitat reduzido acabam se expondo a riscos de atropelamentos entre outros acidentes.

É preciso entender que nós é que estamos no lugar deles e não o contrário. Essa nossa atitude acaba gerando esse tipo de ocorrência: uma mãezinha atropelada cheia de filhotinhos, que provavelmente saiu da mata em busca de comida.

Tá em área de mata, de floresta, de bicho? Vai devagar caramba!

Tá em área rural? Dirija com cuidado, tem muito bichinho tentando sobreviver num meio que foi transformado sem considerar sua existência.

Deixo registrado mais um grande problema onde o homem divide espaço com animais silvestres. Falta conscientização da grandeza de nossa mata e da importância dela para todos nós.

Para preservar o meio Ambiente é preciso conscientizar as pessoas da importância que todo ecossistema tem sobre nossas vidas. Caso contrário, chegaremos num momento irreversível e assistiremos nossa própria destruição.

©2020 Marcelinho Protetor. Todos os Direitos Reservados.

Search