Blog

Blog

Como evitar que seu gato saia de casa

Existe uma lenda urbana que fala que gatos precisam ser livres, com acesso à rua e que conseguem voltar facilmente para suas casas. O famoso “dar voltinhas” ou “namorar” não contribui para o bem estar do animal, pelo contrário, seu gato pode ser atropelado e morrer, pode sofrer maus tratos, pode brigar com outros animais, pode contrair doenças, ser roubado, se perder e ter que lutar para se alimentar ou encontrar água. Ou seja, se você é adepto dessas ideias, é bom repensá-las.

Quando questionamos um adotante em relação à segurança da sua casa, normalmente falam que ela é segura. Mas é segura para quem? Para ele ou para o gato?
Muros baixos, portões vazados, janelas dos andares superiores em sobrados. Esses são fatores de risco que precisam ser analisados antes de levar um novo gato para casa. Não adianta afirmar “já tenho outro gato, e ele não sai de jeito nenhum”, afinal, cada gato é um gato, cada um com temperamento e comportamentos diferentes. Então, não é porque o seu gato é bonachão, que não gosta de sair, que outro gato será igual.  Gatos são curiosos, principalmente filhotes, e vão dar um jeito de desbravar o mundo se você não impedi-lo.

Impedir o gato de sair pode não ser uma tarefa simples, mas algumas dessas dicas podem te ajudar a manter o bichano em segurança:

•    Os muros devem ser totalmente lisos para evitar que consigam cravar as unhas e escalar
•    Os muros devem ter, no mínimo, 3 metros de altura para impedir que o gato consiga pular
•    Em muros mais baixos, instale estruturas com redes de proteção. Essas estruturas podem cobrir todo o espaço ou serem instaladas em ângulos de 45 ou 90 graus, impedido que o gato consiga escalar
•    Muretas, caixas, objetos  e vasos devem ficar longe das paredes, para que os gatos não tenham um ponto de apoio para conseguirem subir
•    Evite construções próximas aos muros que facilitem a escalada e até mesmo um salto por cima do muro
•    Evite plantar árvores no terreno ou opte por plantas mais baixas, desde que o vão entre os muros esteja telado
•    O portão não pode apresentar vãos que permitam a saída do gato, se houver, esses vãos precisam ser telados
•    Vãos na parede para que prestadores de serviço possam medir o consumo de água, luz ou gás, precisam ser protegidos de forma a impedir que o gato saia
•    Todas as janelas superiores, no caso de sobrados, assim como sacadas precisam ser teladas. Não adianta colocar tela mosquiteiro ou removíveis, pois são facilmente rasgadas pelas unhas dos gatos

Antes de falar que não é possível instalar redes de proteções na sua casa, seja pelo quintal ser muito grande, muros de diferentes tamanhos, vãos, ou simplesmente pela estética. Lembre-se que as empresas que instalaram redes de proteção  contam com profissionais qualificados para entregar um projeto que realmente proteja seu animal e sejam ideais para o seu ambiente.

“Ah, mas é muito caro”. Além dessa afirmação não ser totalmente verdadeira te faço uma pergunta: quanto vale a vida do seu gato?

©2020 Marcelinho Protetor. Todos os Direitos Reservados.

Search