Blog

Blog

Pesquisa mostra que brasileiro não denuncia maus-tratos

Basta andar pelas ruas do país para constatar uma triste realidade: animais abandonados se multiplicam. A Organização Mundial da Saúde estima que sejam mais de 30 milhões entre cães e gatos no Brasil. Para tentar entender a real causa do cenário e saber como ajudar da melhor forma a reverter essa situação, o Carrefour Brasil encomendou uma pesquisa IBOPE com o objetivo de informar, educar, sensibilizar e conscientizar a sociedade, fomentando a importância da adoção responsável.

Realizada com 2 mil brasileiros, com mais de 16 anos, no universo online entre os dias 21 e 26 de outubro, a pesquisa revela que 92% já presenciaram algum tipo de maus-tratos em animais e que 82% se assumem engajados na causa animal. Além disso, 67% dos internautas pesquisados afirmam já ter presenciado animais abandonados em suas cidades; somente 32% já realizaram resgate e 30% adquiriram seus pets em eventos de adoção. Apesar disso, 44% das pessoas argumentam que a melhor forma de ter seu primeiro pet seria adotando.

Entre os principais maus-tratos presenciados, a pesquisa destaca animais passando fome (50%), passando sede (42%) e sendo agredidos (38%). No entanto, apenas 31% das pessoas afirmam ter doado alimentos e 17% assumem ter realizado alguma denúncia sobre maus-tratos. Para Lucio Vicente, Head de Sustentabilidade do Grupo Carrefour Brasil, a falta de informação muitas vezes faz com que as pessoas não saibam como agir ao identificarem ações de maus-tratos. "É importante conscientizar a população sobre os canais que existem para denúncias, como as ONGs e os abrigos agem e como as pessoas podem ajudar", pontua o executivo.

Os dados colhidos apontam ainda que 74% da população brasileira de internautas dizem que entregariam seu animal para adoção se realmente não tivessem condições de continuar com ele. E entre os principais motivos para não ter mais o animal de estimação, estão:

  • Espaço: 31% assumem que não ficariam com seu bicho de estimação se a casa fosse pequena para tê-lo;
  • Viagem: 27% deixariam o animal se precisasse viajar;
  • Custos elevados: 19% dizem que o motivo do abandono/doação do pet seriam os gastos que ele traz com cuidados veterinários.
©2020 Marcelinho Protetor. Todos os Direitos Reservados.

Search